09/06/2008

26 árbitros suspensos

O Presidente do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol, Arnaldo Marques da Silva, divulgou, esta segunda-feira, em Conferência de Imprensa, as deliberações do órgão que dirige, no âmbito do processo "Apito Dourado", que envolvem clubes e agentes desportivos sob a alçada do CD da FPF.

De acordo com aquele responsável foram punidos 25 árbitros e árbitros assistentes, por actos de corrupção da equipa de arbitragem e falsificação de relatório do jogo, por períodos de suspensão que variam entre um ano e nove anos e quatro meses, bem como um observador.

Arnaldo Marques da Silva anunciou, ainda, que o CD remeteu para a Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional as decisões relativas ao Gondomar SC e ao Vizela FC, assim como dos dirigentes Joaquim Castro Neves, José Luís Oliveira e Benjamim Rebelo de Castro.

Para obter todas as informações sobre as deliberações do Conselho de Disciplina e a síntese da situação actual do processo "Apito Dourado", clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Após submeter o seu comentário, este será aprovado pela administração antes de ser publicado.