03/10/2009

M. Cajuda: "A estratégia e os árbitros "

http://d.yimg.com/eur.yimg.com/ng/sp/empics/20080918/17/2320835993-soccer-uefa-cup-first-round-first-leg-portsmouth-v-guimaraes.jpg

O barulho que se faz em Portugal com os árbitros também se ouve no Dubai. Surpreendentemente, os árabes ligam pouco ao assunto. O tema não entusiasma. Quando se discute muito os árbitros, é porque existe uma estratégia de ocultar outras coisas. Maus resultados, má forma e até fraca qualidade de jogo. Os árbitros são um bom argumento.

Devo confessar que já recorri a essa estratégia, em defesa da minha posição e sobretudo em defesa dos jogadores. Os treinadores que fazem isso, não o fazem por maldade ou por interesse em virar as atenções contra o árbitro. Fazem-no com o objectivo de afastar o ruído dos seus jogadores.

No Dubai, é tudo diferente. Na quinta-feira, o Sharjah empatou um jogo, por 3-3, na 2.ª jornada do campeonato. Jogámos fora de casa e devíamos ter ganho. Um penálti assinalado contra nós, a três minutos do fim, tirou-nos a possibilidade de alcançar a primeira vitória. Uma decisão inacreditável de um árbitro péssimo que ninguém percebeu. Podia ter barafustado, mas de pouco adiantaria. Ninguém ouve um treinador que faça queixinhas dos árbitros. Estamos no Dubai, não estamos em Portugal.

Manuel Cajuda, Treinador do Sharjjah (Dubai) in Diário de Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Após submeter o seu comentário, este será aprovado pela administração antes de ser publicado.