20/11/2009

Árbitro, o Homem do século!

http://nafan.blogs.sapo.pt/arquivo/elizondofinalmundial.jpg
O árbitro moderno, planeja a sua arbitragem assim que toma conhecimento da escala em conjunto com os assistentes e o quarto árbitro, buscando obter deste último, apoio logístico para a partida que apitará, comunica-se de diversas maneiras com os atletas de futebol: por meio de olhares, sinais e falas, do apito e dos cartões. Essa comunicação sempre que possível, deve ser gradual, ou seja, começa pela conversa preventiva e termina, se for o caso, com a expulsão do jogador. O árbitro moderno, agiliza o reinício de jogo após qualquer interrupção, aplica a lei da vantagem de forma clara, impedindo que o infrator seja beneficiado; cumpre a distância regulamentar na cobrança dos tiros livres, de canto, de saída, de meta, de arremesso lateral e de outras reposições de bola. O árbitro moderno, adverte o atleta que deliberadamente, toca ou segura a bola após a marcação de uma falta contra sua equipe. Ou aquele que retarda a cobrança do lateral, deixando a bola para seu companheiro, ou atrasa o reinício quando o resultado lhe é favorável. O árbitro moderno, faz o jogo fluir. Utiliza o apito apenas quando necessário, prepara-se fisicamente com o intuito de desenvolver sua técnica de arbi tragem. O árbitro bem preparado está próximo do lance e proporciona segurança aos atletas e, dificilmente é questionado. O árbitro moderno, sempre que possível, deve manter-se à esquerda e atrás da jogada onde se encontra a bola, nunca dando as costas para a jogada nem para a bola. O árbitro moderno, treina e procura manter uma distância em media de 12 a 15 metros da jogada para não atrapalhar o desenvolvimento da mesma, afirma José Maria Garcia Aranda, Instrutor Técnico dos Árbitros da Fifa. O árbitro moderno, realiza a diagonal de forma que possa estar posicionado mais próximo dos lances e sempre de frente para os assistentes. Dessa forma observa os lances da partida como (impedimento, bola em jogo ou fora, oportunidades de gol, disputas de bolas, entre outro). Observa de diferentes ângulos com uma visão múltipla e periférica de todos os acontecimentos que ocorrem dentro do campo de jogo. O árbitro moderno, não permite excessos, nem dos atletas nem da comissão técnica, principalmente alguns técnicos que tentam desmoralizar a arbitragem, questionando suas marcações.
Valdir Bicudo in PanamáOnline

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Após submeter o seu comentário, este será aprovado pela administração antes de ser publicado.